25 C
Belém
segunda-feira, julho 22, 2024
Descrição da imagem

Paysandu vai reforçado para o 1º Re-Pa da final do Parazão

Date:

Descrição da imagem

O técnico do Paysandu, Hélio dos Anjos, costuma manter segredo sobre a provável escalação de sua equipe antes dos jogos, mas alguns sinais indicam quem deve iniciar o próximo Re-Pa, no próximo domingo (7), válido como jogo de ida da grande final do Parazão 2024. Com o lateral-esquerdo Kevyn e o meio-campista Leandro Vilela de volta após suspensão, e o atacante Jean Dias recuperado de uma virose, a tendência é que os três componham o time titular no clássico. No entanto, o treinador ainda precisa decidir quem serão os substituídos na equipe.CONTEÚDO RELACIONADOPaysandu: contestado, zagueiro revela expectativa para finalTorcida do Paysandu foi maioria no Re-Pa. Veja númerosHélio não esconde insatisfação com resultado do Re-PaProvavelmente, Bryan Borges e Gabriel Bispo deixarão o time titular, abrindo espaço para o retorno de Kevyn e Leandro Vilela em suas posições. A incerteza fica por conta de quem será substituído por Jean Dias. A disputa está entre Edinho e Vinícius Leite, com a decisão final sendo tomada apenas momentos antes do jogo, no Mangueirão.Quer saber mais notícias do Paysandu? Acesse nosso canal no WhatsApp.Outro dilema enfrentado por Dos Anjos é a possibilidade de incluir o meia Robinho desde o início do clássico. Apesar de ter dado uma nova dinâmica ao time quando entrou na segunda etapa do último Re-Pa, as dúvidas sobre seu condicionamento físico para aguentar os 90 minutos de uma partida intensa como o clássico persistem.PROBLEMAS NO MEIO-CAMPOApós o último confronto, Hélio dos Anjos destacou a superioridade do Remo no primeiro tempo, atribuindo-a ao desempenho insatisfatório do meio-campo do Paysandu. As mudanças realizadas na segunda etapa, incluindo a entrada de Robinho, melhoraram a competitividade da equipe, mas o treinador lamentou não ter contado com Jean Dias, que estava se recuperando de uma virose.”O problema foi o meio campo. O meio foi nulo física e taticamente. Temos uma marcação mais adiantada e fizemos isso. Ficou o Nicolas batendo com os zagueiros. Ficamos jogando com o meio muito disperso. O João teve que correr para os dois lados, não conseguiu centralizar”, analisou o treinador. “De última hora tive um problema com o Jean, perdi uma bela alternativa. Não jogamos nada do lado esquerdo”, ressaltou.Dessa forma, a formação titular do Paysandu para o próximo Re-Pa ainda está cercada de incertezas, mas a possível presença de Kevyn, Leandro Vilela e Jean Dias pode trazer mais força ao time em busca da vitória no clássico decisivo.VEJA MAIS:

Compartilhe

Descrição da imagem

Mais Acessadas

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Descrição da imagem