10.7 C
Londres
sábado, abril 20, 2024
Descrição da imagem

Sefa apreende carga de sucata avaliada em R$ 1,7 milhões

Date:

Descrição da imagem

No dia a dia as empresas lidam com inúmeros documentos a serem preenchidos, emitidos e controlados. Existe uma grande quantidade de contribuições recolhidas e penalidades no caso de não cumprir com a lei. Foi justamente isso que aconteceu com uma carga apreendida no Pará.

Uma carga contendo 44 toneladas de sucata de cobre foi apreendida neste sábado (16), por profissionais da coordenação de mercadorias em trânsito de Carajás, um braço da Secretaria de Estado da Fazenda (SEFA).

O caminhão, assim com o conteúdo que ele levava, foram apreendidos no KM-15 da Rodovia BR-230 (Transamazônica), no município de São João do Araguaia. A mercadoria foi avaliada em  mais de R$ 1,7 milhões.

Conteúdo relacionado:

Movimento de auditores agropecuários atrasa cargas no BrasilCarga de 41 toneladas de minério é apreendida no sul do ParáLíder de quadrilha de roubo de carga é preso em Marabá

“O contribuinte emitiu a nota fiscal de remessa em bonificação de 44 mil quilos de sucata de cobre. O metal saiu de Tucuruí, no Pará, com destino a Guarulhos, em São Paulo. A remessa em bonificação é o ato de enviar mercadorias gratuitamente, sem gerar receita para o remetente/fornecedor”, informou o coordenador da unidade da Sefa em Carajás, Rafael Brasil.

O valor declarado da mercadoria estava abaixo da pauta fiscal, a base de cálculo foi ajustada para o valor presumido. Foi emitido um Termo de Apreensão e Depósito (TAD), no valor de  R$ 295.384,00, referente ao ICMS (imposto sobre circulação de mercadoria e serviços) e multa.

Quer mais notícias do Pará? acesse o nosso canal no WhatsApp

Deixar de seguir as normas estabelecidas pelo fisco pode gerar complicações que comprometem o sucesso de toda a empresa. Por isso, é recomendado que o profissional de logística se mantenha informado sobre o trâmite legal envolvido nessas operações.

Descrição da imagem

Compartilhe

Descrição da imagem

Mais Acessadas

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here