8.3 C
Londres
terça-feira, abril 23, 2024
Descrição da imagem

Pará: suspeito de matar menina e jogar em poço é preso

Date:

Descrição da imagem

O crime de feminicídio ainda assusta a população devido aos altos índices no Brasil. Mais um caso chocante, dessa vez contra uma adolescente de 14 anos, está em investigação por agentes da Polícia Militar e Polícia Civil do Pará. 

Foi preso em flagrante o principal suspeito do homicídio qualificado ocorrido no município de Melgaço, no Arquipélago do Marajó. A localização do corpo da vítima e a prisão do suspeito ocorreram neste domingo (17), por agentes da Polícia Militar, com apoio da Polícia Civil e de outras forças de segurança.

“As autoridades locais agiram com rapidez e eficiência ao prender o suspeito de homicídio no Marajó, dando uma rápida resposta à comunidade e demonstrando a eficácia do trabalho conjunto entre as forças de segurança e a população na resolução desse crime grave”, destaca o delegado-geral da Polícia Civil, Walter Resende.

CONTEÚDOS RELACIONADOS: 

Autor de homicídio cometido em 2019 é preso no sul do ParáPreso por tráfico é acusado de participar de homicídio

O investigado foi ouvido pelas equipes policiais de Melgaço e confessou o crime. Após os procedimentos necessários ele ficará à disposição da Justiça.

Quer mais notícias do Pará? Acesse nosso canal no WhatsApp

Trabalho integrado

A vítima estava desaparecida desde a última sexta-feira (15), quando saiu de casa e não entrou mais em contato com a família. Após o registro da ocorrência, uma equipe integrada de policiais civis e militares, bombeiros, guardas municipais e funcionários do Conselho Tutelar realizaram buscas pela adolescente. 

“A menina foi encontrada neste domingo, já sem vida, nos fundos de uma casa abandonada, afundada em um poço e coberta parcialmente por um mato. Após isso, as equipes foram em busca de câmeras de segurança e testemunhas, para identificar os envolvidos no crime”, informa o delegado Hennison Jacob, diretor de Polícia do Interior.

Segundo as investigações iniciais, a vítima apresentava sinais de enforcamento e violência sexual, o que será constatado após a conclusão do laudo pericial. As investigações continuam para identificar se há outros envolvidos no crime.

Descrição da imagem

Compartilhe

Descrição da imagem

Mais Acessadas

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here