26 C
Belém
segunda-feira, julho 22, 2024
Descrição da imagem

Marabá comemora 111 anos de histórias e conquistas

Date:

Descrição da imagem

Marabá comemora 111 anos de emancipação político administrativa nesta sexta-feira (5) e a festa contará com o tradicional bolo de aniversário no encontro dos rios Tocantins e Itacaiúnas, no bairro Francisco Coelho, conhecido também como Cabelo Seco. O marco é histórico e característico, pois foi aí nesse local que o maranhense Carlos Leitão fundou o Burgo do Itacaiúnas em 1895, primeira vila do que seria mais tarde a Marabá Pioneira.

Francisco Coelho, comerciante maranhense de Barra do Corda, deu continuidade a esse legado fundando com sua “Casa Marabá”, em homenagem ao poema de Gonçalves Dias, um barraco que mais tarde virou um comércio para abastecer a movimentada península no final do século XIX.

NOTÍCIAS RELACIONADAS:

Fugitivo ainda tentou atirar contra delegado da PF em MarabáVídeo: Helder inaugura ala oncológica e Hemopa de MarabáDesempregado? confira 41 vagas disponíveis em Marabá

Os parabéns para Marabá contam também com alvorada de fogos no encontro dos dois rios, apresentação dos alunos da Escola de Música da Fundação Casa da Cultura, culto ecumênico e um café da manhã com autoridades locais. A gigantesca bandeira do município está hasteada na entrada da Marabá Pioneira, também em comemoração ao aniversário da cidade. A noite terá show gospel na Praça São Félix de Valois, na Marabá Pioneira.

Atualmente com 283.542 habitantes, Marabá tem se consolidado como um dos municípios mais importantes do Pará. O mais interessante é que a cidade sempre teve ciclos importantes na economia, que perduram até os dias de hoje.

Quer ler mais notíciaS do Pará? Acesse o nosso canal no WhatsApp!

Marabá já viveu, nestes 111 anos de história, ciclos como o do caucho, da castanha, borracha, diamante e hoje vive os ciclos da produção mineral, por conta da extração de ferro do projeto Salobo da mineradora Vale, do agronegócio, por meio da potente pecuária e da soja. De acordo com a Pesquisa da Pecuária Municipal (PPM) divulgado pelo IBGE, Marabá tem atualmente o terceiro maio rebanho de gado do Brasil. São 1,4 milhão de cabeças de gado.

EMPREGOS

Somente no ano de 2023, Marabá gerou 30.396 vagas de trabalho com saldo positivo de empregos no final do ano de 2.936 vagas. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados, o Caged, do Ministério do Trabalho.

O setor que mais gerou emprego em Marabá no ano de 2023, foi o da construção civil, com saldo de 1.424 vagas (6.501 contratações contra 5.077 demissões). Em seguida vem a indústria, com 4.141 contratações menos 3.321 demissões, o saldo de 2023 é de 820 vagas de emprego.



De acordo com o presidente da Associação Comercial e Industrial de Marabá (Acim), João Tatagiba, as obras da nova ponte sobre o rio Tocantins estão gerando 1.600 empregos diretos, a da ponte sobre o rio Itacaiúnas está gerando cerca de 220; o projeto Tecnorede, 250; as obras da Usina da Paz, 120 e a construção do Hospital Materno Infantil do Estado, 200 empregos.

“Ao todo temos por volta de 2.400 empregos diretos. Isso está inserindo na economia de Marabá, algo em torno de R$ 5 milhões de massa salarial, líquida”, destacou João Tatagiba. “Se formos somar os empregos diretos e indiretos, temos no mínimo sete mil empregos sendo gerados e somando todos esses, podemos ter de R$ 10 a R$ 12 milhões inseridos na economia local”, salientou.

PROBLEMAS

Mas nem tudo são flores. Como qualquer cidade média em crescimento no país, Marabá também tem seus problemas. Atualmente, há poucos ônibus para atender a população. A gestão municipal acredita que com a conclusão do Terminal de Integração do Transporte Público (após quatro anos de obras) a situação vai melhorar.

“Está chegando o momento em que o terminal estará sendo entregue. O empresário já adquiriu novos ônibus, 30 vão operar com ar condicionado pelo terminal, fora as outras que tem aqui. São 40 ônibus que a gente pode iniciar a operação a partir da entrega do terminal”, disse o secretário de Segurança Institucional e presidente do Conselho Municipal de Transporte, Jair Guimarães Barata. Outro problema é a grande procura por atendimento à saúde. Com o crescente aumento da população, o Hospital Municipal não tem dado conta do recado, resultando em superlotação, demora no atendimento e relatos de pacientes sendo atendidos nos corredores.

INVESTIMENTOS DO ESTADO

O governador Helder Barbalho esteve no último dia 2 para a abertura oficial da última campanha de vacinação contra a febre aftosa no Pará. Além disso, inaugurou a ala de Oncologia do Hospital Regional do Sudeste do Pará, que será o primeiro serviço da especialidade na região dos Carajás, e entregou obras de reconstrução e ampliação do Hemopa da cidade.

“Este é um momento histórico para a saúde do sul e sudeste do Pará, quando passamos a ter um centro de oncologia aqui em Marabá, descentralizando o atendimento, garantido que haja toda estrutura e qualidade na assistência, seja para o diagnóstico a partir das ações clínicas, seja para o tratamento de quimioterapia, como também para as cirurgias”, ponderou o gestor, acrescentando que na ala oncológica do Hospital Regional também será retaguarda para a radioterapia.

Compartilhe

Descrição da imagem

Mais Acessadas

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Descrição da imagem