8.3 C
Londres
terça-feira, abril 23, 2024
Descrição da imagem

Macron condecora Raoni com mais alta horaria da França

Date:

Descrição da imagem

A Amazônia está no centro das atenções nas questões de preservação ambiental e mudanças climáticas. Sede da COP-30 em 2025, importantes autoridades já estão visitando Belém (PA) para conhecer mais a região. 

Nesta terça-feira (26), o presidente Emmanuel Macron condecorou com o Cacique Raoni com a legião da honra, maior honraria da França. A cerimônia foi na Ilha do Combu, que fica a aproximadamente 15 minutos de Belém. Além do presidente francês e do líder Caiapó, estiveram presentes também outras lideranças indígenas, como a ministra Sônia Guajajara, o presidente do Brasil, Lula, e o governador do Pará, Helder Barbalho. 

CONTEÚDOS RELACIONADOS: 

Lula e Macron desembarcam em Belém e vão à Ilha do CombuRaoni e líderes indígenas aguardam Lula e Macron no Combu

No discurso, Macron enfatizou a luta de Raoni pela Amazônia e pelos povos indígenas, revelando que havia se comprometido com o cacique a visitar a região. O francês também reconheceu que a preservação do meio ambiente é uma causa defendida pelo Governo Federal. 

Quer mais notícias do Brasil? Acesse nosso canal no WhatsApp

“A biodiversidade não é uma causa de resistência, é uma causa defendida pelo Governo Federal. Isso só é possível, pois vocês, caciques e líderes indígenas, estão todos aqui. Sei que estão lutando ainda pela demarcação e homologação de sua terra”, declarou Macron. 

Ordem Nacional da Legião da Honra

O reconhecimento concedido ao Cacique Raoni, em Belém, é a maior honraria concedida pela França. Instituída em 1802 por Napoleão Bonaparte, ela reconhece o trabalho de quem defende causas importantes para a França e para o mundo. Raoni foi condecorado com o título de cavaleiro. 

Descrição da imagem

Compartilhe

Descrição da imagem

Mais Acessadas

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here