12 C
Londres
sexta-feira, abril 19, 2024
Descrição da imagem

Fuzil e arma que matou sargento são apreendidos em operação

Date:

Descrição da imagem

Reforçar a segurança e combater a criminalidade é essencial para promover a paz, a justiça e o desenvolvimento social, além de proteger a população e reduzir a violência dentro dos bairros, fazendo com que a população tenha uma melhora na qualidade de vida, reduzindo a preocupação com crimes que assustam a população. 

Com o objetivo de desmantelar grupos criminosos atuantes nos bairros Águas Lindas, Aurá e arredores, em Ananindeua, está em curso desde a última segunda-feira (18) a Operação Aruã, conduzida pelas forças de segurança estaduais. Coordenadas pela Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Pará (Segup), as atividades visam reforçar a segurança e combater a criminalidade na Região Metropolitana de Belém.

Conteúdos relacionados:

Estado lança programa de capacitação para jovens e adultosCarga de seis toneladas de peixe é apreendida no ParáJader garante R$ 3,4 milhões para a área da saúde no Pará

Na noite de quinta-feira (21), equipes de segurança identificaram um suspeito ligado ao assassinato do sargento Nazareno dos Santos Coutinho, ocorrido em 8 de março no bairro de Águas Lindas. O suspeito foi localizado em uma área de mata e, ao confrontar os agentes, foi fatalmente ferido.

Na manhã de sexta-feira (22), as diligências continuaram. O Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) da Polícia Militar, com apoio do Grupamento Fluvial, localizou outros suspeitos na mesma região, resultando em outro confronto fatal com um suspeito, enquanto outros dois escaparam para a mata. Durante a ação, foram apreendidas duas armas, incluindo uma pistola pertencente ao sargento falecido este mês e um fuzil utilizado no crime.

“O principal objetivo da operação era localizar os envolvidos em grupos criminosos ativos nesta região, os quais investigações indicaram como responsáveis pelo assassinato do sargento da Polícia Militar há três semanas. Durante a ação, apreendemos um fuzil e uma pistola. Nosso foco principal é desmantelar esses grupos para enfrentar a criminalidade e prender os envolvidos na morte do agente de segurança”, afirmou o secretário de Segurança Pública e Defesa Social, Ualame Machado.

A operação, que envolve mais de 300 agentes de segurança, está em andamento e inclui patrulhamento ostensivo, cumprimento de mandados de prisão, busca de foragidos da justiça e apreensão de armas. O Centro Integrado de Comando e Controle Móvel, localizado estrategicamente, coordena as atividades dos órgãos de segurança na área dos bairros Águas Lindas, Aurá e arredores.

Quer ler mais notícias do Pará? Acesse nosso canal no Whatsapp 

Além disso, estão sendo realizadas barreiras policiais para fiscalização de veículos e pedestres, bem como patrulhamento fluvial nas ilhas, rios e furos ao redor da Região Metropolitana de Belém pelo Grupamento Fluvial de Segurança Pública (Gflu), e patrulhamento aéreo com suporte do Grupamento Aéreo de Segurança (Graesp). Participam da Operação Aruã órgãos de segurança pública estaduais e municipais, incluindo Polícias Civil e Militar, Científica, Detran, Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) e Secretaria Municipal de Transporte e Trânsito (Semutran), no combate à criminalidade, ao tráfico de drogas e à violência em geral.

Descrição da imagem

Compartilhe

Descrição da imagem

Mais Acessadas

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here