14 C
Londres
segunda-feira, maio 20, 2024
Descrição da imagem

Ex-servidores do IASEP favoreciam hospital em Ananindeua

Date:

Descrição da imagem

Na manhã desta segunda-feira (29), o GAECO – Grupo de Atuação Especializada no Combate ao Crime Organizado, com o apoio do GSI-Grupo de atuação especial de inteligência e segurança institucional, cumpriu mandados de busca e apreensão em onze endereços localizados em Belém, Ananindeua e Santa Izabel do Pará.

Além de bloqueio e sequestro de bens e afastamento de funções de servidores públicos suspeitos de atuarem em um esquema delituoso que, segundo a hipótese investigativa, foi instalado no IASEP – Instituto de Assistência do Servidor Público do Estado do Pará, autarquia do Governo do Pará incumbida de garantir a assistência à saúde aos servidores públicos estaduais e seus dependentes.

Nos primeiros dias do ano em curso, o GAECO recebeu notícias sobre suposta ilicitude envolvendo um empresário, dono de um hospital situado em Ananindeua, que agiria em concurso com servidores públicos lotados, então, no IASEP. A notícia criminal afirmava que desde o início do ano de 2019 até meados de 2023 teria imperado no IASEP um esquema de desvio de dinheiro público em favor do hospital investigado.

Veja imagens dos bens apreendidos durante a operação:

 
  

ENTENDA COMO FUNCIONAVA

O esquema, segundo a notícia, funcionava da seguinte forma: um grupo de servidores do IASEP favorecia o hospital por meio de manipulação, de ausência e até mesmo de falsificação de auditorias das contas médicas apresentadas.

Desta forma, a empresa recebia valores muito além dos serviços efetivamente prestados. Nesse diapasão, as contas médicas seriam superfaturadas tanto na quantidade do objeto como no preço cobrado.

A interlocução entre o grupo de servidores do IASEP e o proprietário do hospital seria outro servidor público cedido do Estado para o município de Ananindeua. Com objetivo de instruir o procedimento, foi encaminhado ofício para o IASEP para que prestasse esclarecimentos preliminares sobre os fatos delineados na representação.

O Instituto respondeu às indagações preliminares e apresentou anexos documentais comprobatórios, os quais, jungidos com os dados disponíveis em fontes de informações abertas e fechadas, foram apresentados em juízo para subsidiar o pedido das cautelares.

APREENSÃO

Nesta segunda-feira foram apreendidos documentos que podem ter ligação com os fatos investigados. A busca pelo patrimônio dos investigados, para cumprimento da ordem de bloqueio e sequestro de bens, está sendo providenciada ao longo da data de hoje, assim como a comunicação de afastamento de funções públicas dos investigados que, embora exonerados do IASEP quando a fraude foi descoberta, permaneceram em funções públicas em outros órgãos.

Descrição da imagem

Compartilhe

Descrição da imagem

Mais Acessadas

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here