9.1 C
Londres
domingo, abril 14, 2024
Descrição da imagem

Estado investe R$ 123 milhões em macrodrenagem em Belém

Date:

Descrição da imagem

Com a assinatura da Ordem de Serviço para o início das obras de macrodrenagem do Canal Caraparu, no bairro do Guamá, neste mês de março, o Governo do Pará amplia o maior programa de macrodrenagem de canais destinado à Belém. Nos 870 metros do canal serão executados serviços de revestimento em placas de concreto, drenagem, esgotamento sanitário, paisagismo, urbanização, instalação de passarelas e pavimentação asfáltica. Um investimento que ultrapassa R$ 123 milhões, no bairro mais populoso da capital paraense, que tem mais de 94 mil residentes, segundo Censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O governo do Estado chega a 2024 com obras em 15 canais da capital, atingindo mais de 10 quilômetros de novas áreas urbanizadas. Obras essenciais para prevenir inundações e alagamentos, permitindo uma qualidade de vida antes inacessível à população residente às margens dos canais, que há décadas via suas casas invadidas pelas águas, principalmente no período de chuvas intensas.

NOTÍCIAS RELACIONADAS:

Reforma do Ver-o-Peso tem previsão para iniciar em marçoMercado de Carne precisa de uma obra de reforma urgenteFechado desde 2020, Cinema Olympia passará por nova reforma

QUALIDADE DE VIDA

Os canais que cortam vários bairros de Belém, devido à falta de manutenção, estavam com as laterais desmoronando. Mas com o início das obras pela Secretaria de Estado de Obras Públicas (Seop), já estão recebendo intervenções necessárias, como a retirada de terra (desassoreamento) e mato do fundo e das laterais, além do recolhimento do lixo doméstico das margens.

“O governo do Estado está dando continuidade ao programa de assistência à macrodrenagem para melhorar a vida da população de Belém. Vamos dar mais mobilidade e qualidade de vida para essas pessoas que tanto são afetadas, com lama e água, quando chove, e perdem os seus bens por conta disso”, informa o titular da Seop, Ruy Cabral.

Quer mais notícias sobre Belém? Acesse o nosso canal no WhatsApp!

AVANÇOS

As obras da segunda etapa da Macrodrenagem do Canal da Mundurucus, também no Guamá, continuam avançando. No momento, os serviços são realizados nos últimos 60 metros, que pertencem ao trecho destinado à Feira da Mundurucus – com a cravação de estacas pré-moldadas de concreto, com 20 metros de comprimento, nas duas margens do canal, para sustentar a estrutura e dar mais segurança aos feirantes.

O projeto da feira deverá ser da Prefeitura de Belém, mas ainda não foi apresentado aos permissionários.

No trecho que tem aproximadamente 400 metros já estão sendo instaladas redes de esgoto, de distribuição de água e drenagem pluvial, além da preparação para pavimentação asfáltica, calçadas, rampas e passarelas. Atualmente, já estão concluídos 620 metros de canal retangular, com placas de concreto.



Em janeiro de 2024, o governo do Estado entregou a 1ª etapa do canal da Mundurucus – trecho de 300 metros de canal retangular em concreto -, obra complementada por uma praça, 600 metros de rede de esgotamento sanitário, 600 metros de rede de distribuição de água, 240 metros de drenagem pluvial, 600 metros de pavimentação asfáltica, calçadas, rampas de acessibilidade e duas passarelas.

OBRAS IMPORTANTES
Bacia do Murutucu

As máquinas também estão operando no bairro do Curió-Utinga, com o início da segunda fase das obras nos canais do Mártir, do Murutucu e da Passagem Ana Deusa, fazendo a dragagem do fundo, enquanto as equipes cuidam da limpeza das laterais. “Há 24 anos estamos padecendo com esta realidade. Agora, com a chegada dessa obra, nossa realidade vai mudar”, afirma o morador João Santana, que será um dos mais de 20 mil beneficiados pelas obras no local.

No total, 5,4 quilômetros de canais vão receber obras no trecho do Canal do Mártir, com 400 metros de extensão, que vai da Passagem São Lourenço à Passagem Farias de Rodrigues. No canal Murutucu será feito alargamento da dragagem e reconstrução de cinco quilômetros de canal, a fim de controlar as enchentes. O local também vai dispor de ciclovia, calçadas com rampas de acessibilidade, piso tátil e pontes.

Bengui e Marambaia

Também avançam as obras de macrodrenagem nos canais dos bairros do Bengui e da Marambaia. No local, equipes da Seop já realizaram os serviços preliminares da obra e a limpeza da área.

Assim como já ocorreu em outras áreas cortadas por canais, a população será beneficiada por rede de abastecimento de água, passarelas, pontes, pavimentação asfáltica, drenagem pluvial, esgotamento sanitário, paisagismo e ampla urbanização, que inclui duas quadras de esporte, praças, playground e academia ao ar livre.

Descrição da imagem

Compartilhe

Descrição da imagem

Mais Acessadas

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here