26 C
Belém
segunda-feira, julho 22, 2024
Descrição da imagem

Curta as férias preparado para todas as situações

Date:

Descrição da imagem

Cuidados simples podem prevenir acidentes e garantir que as férias sejam um momento de alegria e tranquilidade para todos, principalmente para quem tem criança em casa.

De acordo com Paulo Bronze, médico ginecologista e obstetra, os pais devem ter um cuidado especial com os filhos durante as férias. “Com maior tempo livre para brincadeiras, os pequenos ficam mais vulneráveis a diferentes tipos de acidentes e doenças, pois não possuem imunidade contra diversos tipos de microrganismos com os quais não há contato e que são encontrados em outras regiões e países”, afirma.

RELACIONADAS:

Revisão de carro: dicas essenciais para viajar nas férias“Operação verão” se espalha por 90 localidades do Pará

O especialista indica primeiramente verificar o local onde irá passar as férias. “Levar protetor solar, repelente, chapéus, roupas apropriadas para frio ou calor e óculos de sol, são alguns dos itens que não podem faltar na hora de viajar”, explica o médico.

Paulo Bronze também ressalta a importância de um kit de primeiros socorros. “Carregar um kit de primeiros socorros é primordial. Deve incluir medicamentos que as pessoas sabem que estão tomando (prescritos por um médico e que devem ser tomados), analgésicos, antialérgicos, antitérmicos, medicamentos antináuseas e material para curativos simples. Além disso, ficar atento com relação a alguma alergia conhecida das crianças”, descreve. “Se uma criança se machucar durante uma brincadeira na praia é bom ter os itens necessários para limpar o ferimento e fazer um curativo. Mas nunca deixe de ir ao hospital ou procurar um médico em situações mais graves”, diz.

Quer ler mais notícias de verão? Acesse o nosso canal no WhatsApp!

Ainda segundo Bronze, independentemente do destino, é preciso ter muito cuidado ainda na hora de escolher onde se alimentar. “As pessoas devem fazer suas refeições em locais seguros e com boas indicações para evitar diarreias causadas por água contaminada ou alimentos contaminados”, alerta.

No caso de destinos quentes, o médico indica tomar alguns cuidados para evitar uma insolação ou desidratação. “Quando nos expomos ao sol e a altas temperaturas, corremos o risco de desenvolver um episódio de desidratação ou insolação. Esse risco é maior nas praias, rios e igarapés. É recomendado ingerir bastante líquidos, comer frutas, passar protetor solar, fazer o retoque de duas em duas horas do protetor solar, evitar o sol das 10 horas às 16 horas além do seu excesso, pois pode causar danos à pele”, pontuou.

O médico alerta ainda a manter uma supervisão constante de crianças por adultos, não por outra de criança. “As crianças devem sempre estar sob a supervisão de um adulto, principalmente quando estão na água. Para preservar a saúde da criançada, é importante hidratá-los constantemente neste período de calor excessivo. Também é necessário protegê-los do sol, mantendo-os na maior parte do tempo debaixo de guarda-sóis e passando protetor solar a cada duas horas e sempre que retornarem da água”, conclui.

Como agir situações de emergência

Supervisão constante: é sempre importante indicar um adulto responsável para supervisionar as crianças;

Kit de primeiros socorros: incidentes sempre podem acontecer durante a viagem. Por isso, é importante levar itens básicos para curativos, como bandagens, antissépticos, analgésicos e pomada para queimaduras;

Protetor solar e hidratação: Proteger a pele dos raios solares é essencial. Certifique-se de aplicar regularmente protetor solar com fator de proteção adequado. Além disso, é importante manter-se hidratado para evitar a desidratação.

Proteja-se contra as picadas de mosquito: No verão é muito comum o aumento de insetos. Além da proteção solar, é recomendado o uso de repelentes, mas somente em crianças acima de 6 meses.

Situações de emergência: em casos de acidentes de carro na estrada, o primeiro a se fazer nesses casos é ligar para o Corpo de Bombeiros ou para o SAMU.

Não tire as vítimas do local: Em casos de quedas ou acidentes graves, não devemos mexer na vítima. Nossas intenções podem ser as melhores em querer colocar a pessoa em um local mais confortável ou em tentar diminuir suas dores, porém podemos piorar a sua situação. O melhor a fazer é aguardar a chegada do atendimento de emergência.

Ministério do Turismo dá dicas para quem vai viajar

Agência Gov

Escolhendo o destino…

Antes de comprar sua passagem, preste atenção nas informações que a companhia aérea ou a agência de viagens deve fornecer. As empresas aéreas costumam oferecer diferentes tarifas, cada uma com variações nos valores e nos serviços disponíveis. Caso tenha alguma alteração no voo, seja no horário ou no itinerário, a empresa deve informar essa mudança com antecedência.

Após definir seu destino, tenha todas as informações importantes sobre a cidade que irá visitar, como o clima, a hospedagem e a localização do hotel, bem como os percursos que você realizará e a cultura e os costumes locais. Leve na mala itens essenciais e esteja atento à documentação necessária, especialmente das crianças menores de idade. Fique de olho na sua bagagem e nos bens de valor quando estiver em locais públicos, como saguões de hotéis, aeroportos e rodoviárias.

Viajando com crianças e adolescentes…

Para viagens dentro do Brasil, menores de 16 anos não precisam de autorização se estiverem acompanhados por um dos pais, responsável legal, ou por avós, tios ou irmãos maiores de idade, desde que o parentesco seja comprovado com documentos.

Chegou a hora…

Confira seu comprovante de passagem, que contém informações importantes como o dia e horário de apresentação no aeroporto além do número e hora do voo. Não se esqueça do documento de identificação. Em viagens de avião, fique atento também ao peso da bagagem de mão e aos itens proibidos no embarque, como facas, tesouras e alguns produtos em aerossol.

Se a viagem for de carro…

Faça uma revisão mecânica no seu veículo, verificando itens de segurança como pneus, freios e suspensão, que devem estar em boas condições para garantir uma viagem segura e tranquila. Além disso, verifique se a documentação do veículo e sua Carteira Nacional de Habilitação (CNH) estão dentro da validade.

Vou curtir a natureza…

Antes de realizar atividades em ambientes naturais, procure o máximo de informações sobre elas, suas características e os riscos envolvidos. Se contratar um serviço, a agência de turismo ou o profissional deve fornecer todas as informações necessárias. Certifique-se de que o prestador do serviço tem registro no Cadastur, o Cadastro Nacional de Prestadores de Serviços Turísticos, do Ministério do Turismo. Basta digitar o estado de origem e o nome da empresa para verificar o registro.

Não caia em golpes!

Esteja atento à oferta de serviços por meio de anúncios na internet e folhetos. No caso de pacotes, as propagandas devem ser claras, com informações precisas sobre valores de trechos aéreos, terrestres e marítimos, traslados, taxas de embarque, tipo de acomodação, número de pernoites, refeições inclusas, guias e despesas extras por conta do turista. Verifique também se não há denúncias contra a agência contratada.

Fonte: Ministério do Turismo


Compartilhe

Descrição da imagem

Mais Acessadas

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Descrição da imagem