26 C
Belém
segunda-feira, julho 15, 2024
Descrição da imagem

Canais oferecem riscos de acidentes e doenças

Date:

Descrição da imagem

Sem guarda-corpo, uma grande quantidade de lixo e mato por todos os lados, a situação precária do Canal da rua 9 de Janeiro, no bairro do Condor, vem tirando sossego e causando preocupação na população que reside próximo ao local.

A equipe de reportagem do DIÁRIO percorreu o local, e encontrou muito lixo e entulho acumulados às margens e também dentro do canal. Rodinilson dos Santos, de 20 anos, mora nas proximidades do canal e diz que o lixo está tomando conta do local.

NOTÍCIAS RELACIONADAS:

Lixão a céu aberto é tormento para moradores da Terra FirmeParauapebas será um dos municípios mais saneados do BrasilBelém e Ananindeua são as cidades que mais faturam com IPTU

“Sei que a população também tem sua parcela de culpa, que insiste em jogar lixo onde não deve, mas a coleta de lixo não é regular. É necessário que seja retirado esse lixo para impedir que a água ameace as casas”, completou. No local, sacolas de lixos, espumas de colchão, caroço de açaí, plásticos, móveis velhos dividem espaço com a vegetação alta que já tomou todo Canal, entre as vias, que não são asfaltadas.



As fortes chuvas também inquietam Suzane dos Anjos, 28. “Quando chove muito, alaga tudo aqui. Com essa quantidade de lixo é certeza que vai transbordar de novo”, lamentou. Além da sujeira, há risco de acidentes, já que não há proteção entre o canal e a rua, os moradores improvisaram uma ponte de madeira, que corre o risco de cair. Conforme os relatos, há vários buracos sobre as tábuas, que com o tempo de uso foram arrancadas.

Quer ler mais notícias do Pará? Acesse o nosso canal no WhatsApp!

Guilherme Marinho, 22, conta que a população que improvisou a ponte. “Antes tinha uma ponte aqui, mas uma forte chuva deu aqui e ela desabou. Para a população não ficar sem ter como transitar, improvisaram uma ponte de madeira que já está caindo aos pedaços. A prefeitura veio aqui, colocaram essa base de concreto, mas não completaram o serviço. Continuamos aqui sem saneamento básico e sem respostas”, diz.

A reportagem fez contato com a Prefeitura de Belém, mas até o fechamento desta edição, não teve retorno.

Compartilhe

Descrição da imagem

Mais Acessadas

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Descrição da imagem