9.1 C
Londres
domingo, abril 14, 2024
Descrição da imagem

Santos vence Bragantino e volta à final do Paulistão após 8 anos

Date:

Descrição da imagem

 

RENAN LISKAI E GABRIELA BRINO

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – O Santos está de volta à final do Campeonato Paulista. Na noite desta quarta-feira (27), o Peixe bateu o RB Bragantino por 3 a 1, na Neo Química Arena, pela semifinal e garantiu sua vaga na decisão.

Joaquim, Guilherme e Giuliano marcaram os gols do Santos. Eduardo Sasha descontou para o Bragantino. O Peixe jogou com um atleta a menos nos minutos finais após a expulsão de Hayner.

Os três gols do Santos saíram em jogadas de bola aérea. Com o meio de campo congestionado, o Peixe abusou das jogadas pelos lados do campo.
O Santos volta à final do Campeonato Paulista após oito anos. A última vez em que o Peixe chegou à decisão foi em 2016, quando bateu o Audax e se sagrou campeão.

O Santos agora espera o vencedor do confronto entre Palmeiras e Novorizontino, amanhã (28), para saber quem será o adversário na final. Os dois jogos da decisão serão disputados no próximo domingo (31) e no mesmo dia da semana seguinte.

A partida desta quarta teve o maior público da Neo Química Arena no ano. Ao todo 44.804 pessoas acompanharam ao jogo no estádio do Corinthians, superando o clássico do Timão contra o São Paulo.

O JOGO
O jogo começou eletrizante em Itaquera. Após alguns momentos de estudos, as duas equipes começaram a se soltar e a chegar constantemente no campo de ataque com a posse da bola. O Santos passou a levar perigo nas bolas aéreas, e foi justamente assim que abriu o placar com Joaquim.

O gol inflamou ainda mais a Neo Química Arena e o ânimo do Santos. Apoiado pela sua torcida, o Peixe teve oportunidades claras para ampliar o placar ainda antes dos 30 minutos, mas parou na defesa adversária. Do outro lado, o Bragantino não se abalou e levou perigo ao menos duas vezes em chutes de fora da área.

O Santos ampliou o placar quando o Bragantino era melhor no jogo. O Massa Bruta dominava a posse de bola e os lances de perigo quando viu o Peixe ser mortal em uma das suas poucas chegadas ao ataque na reta final do primeiro tempo, novamente em uma jogada de cruzamento na área, que terminou em finalização de Guilherme.

Mesmo sem participar dos lances dos gols, Giuliano foi peça importante para o Santos durante o primeiro tempo. De volta de lesão, o camisa 10 se movimentou, chamou o jogo e atraiu a marcação para dar espaço aos companheiros.

Pedro Caixinha mexeu no Bragantino no intervalo e deixou o time mais ofensivo. O treinador português abriu mão de um volante (Matheus Fernandes) e colocou mais um atacante (Thiago Borbas). O resultado foi quase que imediato. De novo se utilizando dos chutes de fora da área, o Massa Bruta encostou no placar, mas com Eduardo Sasha, que já estava em campo.

O jogo ficou tenso e estudado após o gol do Bragantino, mas a euforia voltou a tomar conta da Neo Química Arena depois de nova jogada pelo alto do Santos. Encontrando dificuldades para jogar, o Peixe se aproveitou de uma roubada de bola no campo de ataque para fazer o terceiro e aliviar a torcida.

O Santos abaixou suas linhas nos minutos finais e se armou para o contra-ataque. Com o Bragantino se lançando ao ataque, mas errando, o Peixe teve algumas oportunidades, mas não aproveitou. Hayner foi expulso após entrada dura e prejudicou as estocadas do time mandante.

LANCES E GOLS
Passou por cima – Helinho recebeu na entrada da área do Santos, puxou para a perna esquerda e soltou o pé. A bola encobriu João Paulo, mas também passou por cima do gol.
1 x 0 – O Santos abriu o placar com um ‘tiro’ de cabeça de Joaquim. Em cobrança de escanteio, o camisa 6 veio embalado, ganhou da defesa pelo alto e balançou as redes na Neo Química Arena.
Quase o segundo! – Em jogada rápida pelo lado direito, Guilherme achou espaço para o cruzamento e mandou a bola na cabeça de Giuliano, que vinha entrando na área e conseguiu cabecear para o gol, mas viu a finalização ser defendida por Cleiton.
Defendeu Matheus Fernandes! – O volante do Bragantino foi providencial para evitar o segundo gol do Santos. Giuliano finalizou de dentro da área após saída errada de Cleiton, mas viu o meio-campista do Massa Bruta colocar a perna no caminho da bola e salvar o chute, que tinha endereço.
Passaram raspando – Com dificuldades de entrar na área, o Bragantino apostou nos chutes de fora da área e levou muito perigo. Jadsom e Eric Ramires buscaram o ângulo esquerdo de João Paulo, mas viram as finalizações passarem rentes à trave e saírem pela linha de fundo.
2 x 0 – O Santos ampliou o placar com Guilherme. O camisa 11 apareceu atrás de toda da defesa do Bragantino em cruzamento de Pedrinho vindo da direita e só completou para o gol.
2 x 1 – A lei do ex se fez presente em Itaquera. Eduardo Sasha recebeu na entrada da área e, com espaço, finalizou com a perna esquerda no ângulo direito de João Paulo, que não conseguiu chegar.
3 x 1 – O Santos chegou ao terceiro gol novamente pelo alto. Hayner roubou a bola no campo de ataque e serviu Pedrinho. O camisa 7 levou para o fundo e cruzou para Giuliano, que completou de cabeça para o gol.
Expulso! – Hayner foi expulso na reta final do jogo. O lateral tentou dar um chutão em arrancada de Talisson, mas furou e acertou apenas o atacante do Bragantino. Matheus Delgado Candançan mostrou o cartão vermelho direto.

FICHA TÉCNICA
Santos 3 x 1 Red Bull Bragantino

SANTOS
João Paulo; Hayner, Gil, Joaquim e Felipe Jonatan; João Schmidt, Diego Pituca (Tomás Rincón) e Giuliano (Cazares); Guilherme (JP Chermont), Pedrinho (Weslley Patati) e Julio Furch (Morelos). Técnico: Fábio Carille

RB BRAGANTINO
Cleiton; Nathan Mendes, Lucas Cunha (Lucas Cunha), Luan Cândido e Juninho Capixaba; Jadsom, Matheus Fernandes (Thiago Borbas) e Eric Ramires (Talisson); Vitinho (Mosquera), Helinho (Gustavinho) e Eduardo Sasha. Técnico: Pedro Caixinha

Estádio: Neo Química Arena, em São Paulo (SP)
Juiz: Matheus Delgado Candançan
Assistentes: Miguel Cataneo Ribeiro da Costa e Evandro de Melo Lima
VAR: Rodrigo Guarizo do Amaral
Cartões amarelos: Matheus Fernandes, Eduardo Sasha, Juninho Capixaba (RBB)
Cartões vermelhos: Hayner (Santos)
Gols: Joaquim (7’/1°T), Guilherme (45’/1°T), Eduardo Sasha (5’/2°T), Giuliano (17’/2°T)
Público: 44.804
Renda: R$ 3.042.965,00

O post Santos vence Bragantino e volta à final do Paulistão após 8 anos apareceu primeiro em Jornal Diário do Pará.

Descrição da imagem

Compartilhe

Descrição da imagem

Mais Acessadas

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here