14 C
Londres
segunda-feira, maio 20, 2024
Descrição da imagem

Ronaldo deve vender a SAF Cruzeiro nesta segunda (29)

Date:

Descrição da imagem

O Cruzeiro está prestes a dar um novo passo em sua jornada rumo à estabilidade financeira e competitiva, com uma negociação avançada entre o ex-jogador Ronaldo Nazário e o empresário mineiro Pedro Lourenço para se tornar o novo sócio-majoritário da Sociedade Anônima do Futebol (SAF) do clube. Se concretizada, a transação, estimada em cerca de R$ 600 milhões por 90% das ações, promete mudar o cenário da Raposa.De acordo com informações apuradas pelo portal Itatiaia, a negociação envolve a conversão dos R$ 100 milhões aportados por Pedro Lourenço em março de 2023 em 20% das ações da SAF. Para adquirir os outros 70% das ações anteriormente controladas por Ronaldo, o empresário dono de uma rede de supermercados desembolsará R$ 150 milhões ainda em 2024, seguidos por um pagamento adicional de R$ 350 milhões ao longo de dez anos.CONTEÚDO RELACIONADOCruzeiro acaba com seca e vence no BrasileirãoCorinthians espanta crise e vence FluminenseO que motivou Portaluppi ameaçar abandonar o Brasileirão?Além do investimento financeiro, Pedro Lourenço, que também é conhecido como Pedrinho pela torcida cruzeirense, assumirá responsabilidades legais, incluindo as dívidas fiscais e trabalhistas do Cruzeiro. A empresa Tara Sports, de Ronaldo, firmou um contrato em 2022 com o clube, estabelecendo obrigações que agora serão transferidas para o novo sócio-majoritário.Quer saber mais notícias do futebol brasileiro? Acesse nosso canal no WhatsApp.Dentre as responsabilidades assumidas por Pedro Lourenço, estão o pagamento das dívidas cíveis e trabalhistas no regime de recuperação judicial, a quitação da dívida tributária e o controle das Tocas da Raposa I e II, além de outras obrigações relacionadas à prática esportiva, como dívidas junto à FIFA e ao CNRD.RELAÇÃO DE CONFIANÇA E MAIS INVESTIMENTOSA relação próxima e de confiança entre Pedro Lourenço e o atual CEO do clube, Gabriel Lima, pode sinalizar uma transição suave e colaborativa na gestão do Cruzeiro. Enquanto isso, o empresário Lucas Kallas, que também demonstrou interesse em se tornar sócio na compra das ações, viu Pedrinho optar por conduzir as negociações de forma individual.Essa potencial transação não apenas injetará capital significativo no Cruzeiro, mas também pode marcar o início de uma nova era para o clube, com possibilidades de crescimento e estabilidade financeira. A expectativa é de que o desfecho dessa negociação seja conhecido já nesta segunda-feira (29), quando o futuro do Cruzeiro pode começar a ser definido.CONFIRA AS CONDIÇÕES IMPOSTAS NA NEGOCIAÇÃO:1. Compromisso de quitação das dívidas civis e trabalhistas através de um plano de recuperação judicial, a ser elaborado em conjunto entre as partes;2. Responsabilidade da SAF pelo pagamento das obrigações tributárias;3. Responsabilidade da SAF pelas dívidas relacionadas à prática esportiva, tanto perante a FIFA quanto o CNRD;4. Aporte inicial de R$ 50 milhões no momento da assinatura do Acordo de Investimentos, com um total comprometido de R$ 350 milhões ao longo de 5 anos, por meio de injeção de capital ou aumento das receitas acima da média entre 2017 e 2021;5. Possibilidade de diluição do investidor em caso de não cumprimento do compromisso de investimento, proporcional ao capital investido;6. Necessidade de o novo investidor atender requisitos de perfil e seguir os termos dos acordos de acionistas e de investimento em caso de venda da participação majoritária;7. Concessão de poder de veto à Associação em assuntos atualmente regidos pela lei, como alterações de endereço ou símbolos;8. Direito da Associação de indicar membros para o Conselho de Administração e o Conselho Fiscal, garantindo acesso às informações relevantes sobre a gestão da SAF;9. Permanência obrigatória de Ronaldo Nazário de Lima no Conselho de Administração até que a Tara Sports venda sua participação majoritária;10. Restrição à venda do controle durante 60 meses ou até o cumprimento total do compromisso de investimento dos R$ 350 milhões adicionais;11. Estipulação de remuneração adicional para a Associação a partir da venda do controle da SAF, com garantia de retorno mínimo para o investidor;12. Opção de compra da participação do investidor em casos que inviabilizem a continuidade normal do projeto;13. Autorização para o licenciamento da marca Cruzeiro para a SAF, com pagamento de royalties para a Associação após a quitação de todas as suas dívidas;14. Direito da Associação de fazer a primeira oferta pela participação do acionista majoritário caso ele inicie um processo organizado de venda. Ver esta publicação no Instagram Uma publicação partilhada por Ronaldo (@ronaldo)VEJA MAIS:

Descrição da imagem

Compartilhe

Descrição da imagem

Mais Acessadas

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here