14 C
Londres
segunda-feira, maio 20, 2024
Descrição da imagem

Paysandu mantém jogos na Curuzu apesar das críticas de Hélio

Date:

Descrição da imagem

Apesar das críticas do técnico Hélio dos Anjos em relação ao estado do gramado da Curuzu, a diretoria do Paysandu decidiu que os próximos jogos do clube serão realizados no estádio bicolor, começando pelo confronto contra o Avaí-SC na sexta-feira (3), pela terceira rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. A venda de ingressos para essa partida, inclusive, já foi iniciada.No entanto, por meio de nota enviada à reportagem do DOL, o clube informou que há possibilidade de partidas no Mangueirão, conforme a necessidade, citando o confronto contra o Santos, programado para o segundo turno, com exemplo. A nota enviada pela assessoria de imprensa do clube revela, ainda, que a direção alviceleste tem cobrado providências da empresa responsável pela manutenção do gramado.CONTEÚDO RELACIONADOVídeo: Paysandu se reapresenta de olho no jogo contra o AvaíHélio dos Anjos lamenta empate e quer Curuzu como trunfoPaysandu x Avaí: ingressos à venda para jogo pela Série BA GreenLeaf Gramados, contratada em 2021 através da campanha “Pix do Juninho”, também cuida do centro de treinamento bicolor. A empresa é conhecida por atuar na instalação e manutenção de gramados esportivos, inclusive nas arenas da Copa do Mundo do Qatar.Quer saber mais notícias do Paysandu? Acesse nosso canal no WhatsApp.Após o empate em 1 a 1 com o Botafogo-SP, no último sábado (27), no Mangueirão, o técnico Hélio dos Anjos não poupou críticas à situação do gramado da Cuzuru, afirmando que a empresa responsável é “incompetente ao extremo”. Durante a coletiva de imprensa, ele destacou que a mudança de local foi solicitada devido às más condições do campo, ressaltando que o apoio dos torcedores é essencial, mas jogar na Curuzu nessas condições seria vergonhoso para o clube.”Você sabe porque nós jogamos aqui, não foi por causa de torcida, é porque nós temos uma empresa incompetente para cuidar do gramado da Curuzu. Incompetente ao extremo. Se nós tivéssemos jogado na Curuzu seria uma aberração perante o Brasil porque quem está transmitindo não é mais aquelas empresas que ficam ali só por trás, no YouTube, agora, você assiste na televisão aberta e fechada. Tem 30 dias que o clube comprou tudo, grama, adubo, tudo, vai lá ver como está o campo do Paysandu”, disparou o treinador.IMPASSE ENTRE DIRETORIA, TREINADOR E EMPRESADos Anjos revelou que a empresa “perdeu” a grama comprada, colocando em dúvida a realização da partida contra o Avaí-SC na Curuzu. Ele enfatizou a importância do estádio para a competição, mas ressaltou que a situação precisa ser resolvida urgentemente.”O Paysandu veio jogar aqui [Mangueirão] porque eu pedi. Para mim, nesse tipo de competição, a Curuzu é decisiva, eu já vim jogar aqui e eu sei como é. Só que nós estamos à mercê de uma empresa incompetente. Eu falo porque eu entro todo dia em campo e o nosso campo não tem condições e não vai ter condições de jogo para a partida contra o Avaí, porque eles conseguiram perder a grama”, ressaltou.Portanto, a decisão de manter os jogos na Curuzu evidencia um impasse entre a diretoria do clube, o técnico e a empresa responsável pela manutenção do gramado.VEJA MAIS:

Descrição da imagem

Compartilhe

Descrição da imagem

Mais Acessadas

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here