31.1 C
Belém
domingo, julho 14, 2024
Descrição da imagem

Paysandu e Remo empatam em semi com chuva de gols perdidos

Date:

Descrição da imagem

Paysandu e Clube do Remo fizeram um jogo agitado, com várias chances de gols, mas ninguém balançou as redes e as equipes empataram em 0 a 0 no jogo de ida das semifinais da Copa Verde, disputado no Estádio Mangueirão, na noite desta quarta-feira (3).O jogo da volta acontece na próxima quarta-feira (10), também no Mangueirão, às 20 horas. Novo empate levará a disputa para os pênaltis. Antes disso, Leão e Papão se encontram pela partida de ida da final do Campeonato Paraense no domingo (7), às 17 horas, no Colosso do Bengola.

Primeiro Tempo:O Paysandu começou tentando dar as cartas na partida, mas só começou porque durante toda a primeira etapa o Remo foi superior ao rival. O Leão era mais organizado em campo, enquanto o Lobo não se encontrou em momento algum.A partida era frenética, bastante movimentada e com o Remo levando mais perigo nas chegadas ao ataque. Já o Papão errava muito nas saídas de bola e ia dando chances ao rival. Os azulinos procuravam definir os lances rapidamente.Aos 19 minutos, Ribamar recebeu lançamento nas costas da zaga, ficou cara a cara com Diogo Silva e chutou para fora. Três minutos depois, o atacante azulino acertou o travessão, após receber livre o passe de Pavani. Aos 27, o camisa 9 perdeu a terceira chance, mais uma vez de cara para o gol, tropeçando frente a frente com Diogo.O Paysandu adiantava as linhas, porém não dava certo, já que não conseguia pressionar o Remo no campo de defesa e acabava levando contra-ataque. Mas isso é recorrente nos jogos do time de Hélio dos Anjos. A zaga bicolor era bastante desorganizada.Aos 34 minutos, a única boa chance do Lobo veio com Edinho, que aproveitou cruzamento rasteiro de Biel e chutou para a defesa de Marcelo Rangel. Aos 46, Bruno Bispo saiu jogando errado e Edilson roubou. Dentro da área, ele foi tocado, mas não caiu e saiu com bola e tudo.Um primeiro tempo onde o Remo soube aproveitar os espaços e erros que o Paysandu concedia, mas abusou de perder gols. Enquanto o Papão não soube jogar o clássico e saiu no lucro para o intervalo.

Segundo Tempo:O Paysandu voltou com Robinho no lugar de Biel e melhorou o volume ofensivo. Nicolas aos 10 minutos quase marcou após cruzamento de Bryan Borges, mas viu Marcelo Rangel fazer linda defesa. O Leão sentiu muito a saída de Jaderson, lesionado.As substituições começaram para dar um novo gás nas equipes e mudar o placar. Ao contrário da primeira etapa, o Lobo era melhor e buscava pressionar o rival. As principais chegadas da equipe eram pelo lado esquerdo do ataque.O tempo ia passando, novas substituições iam acontecendo e a partida se tornava tensa. O Paysandu tinha maior volume de jogo, mas não conseguia chegar. O Remo tentava ficar com a bola para respirar e se aventurava no ataque em velocidade, mas também sem sucesso.O Papão foi para cima nos minutos finais, tentando uma blitz contra o Leão, que se defendia como podia. As bolas eram alçadas na área e Marcelo Rangel ia segurando os chutes de fora da área. A partida ficou tensa, mas ninguém conseguiu abrir o placar e o jogo terminou 0 a 0.

Compartilhe

Descrição da imagem

Mais Acessadas

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Descrição da imagem