9.1 C
Londres
segunda-feira, abril 15, 2024
Descrição da imagem

Papa cancela participação em Via Sacra para cuidar da saúde

Date:

Descrição da imagem

O Papa Francisco cancelou sua participação na Via Sacra nesta última sexta-feira (29), por motivos de saúde. Em comunicado, a Sala de Imprensa da Santa Sé explica, no entanto, que o pontífice acompanhará a cerimônia da Sexta-feira Santa da Casa Santa Marta. “Para manter a saúde em vista da Vigília de amanhã e da Santa Missa do Domingo de Páscoa, esta noite o papa Francisco seguirá a Via Sacra no Coliseu da Casa Santa Marta”, diz a nota.A mensagem da sua ausência foi anunciada em última hora, quando  todos esperavam o religioso em um dos principais monumentos da capital da Itália. Tudo estava pronto, o dispositivo de segurança ao longo do percurso desde o Vaticano, a organização para receber o papa, a espera pública, a mobilização massiva das forças policiais no local, mas a poltrona na posição habitual vista de cima, de onde Francisco deveria presidir a Via Crucis, permaneceu vazia.Notícia relacionada:Bancos, mercados, lazer: veja o que abre na Semana SantaEsse ano foi a primeira vez em que Jorge Bergoglio escreveu as meditações para serem lidas durante as 14 estações, como sobre “as crianças que já não sorriem” devido à “loucura da guerra” e todos aqueles que sofrem no drama dos conflitos. Além dos “muitos Cristos humilhados pela arrogância”, “as mulheres que sofrem indignação e violência”, os não nascidos e os “idosos descartados”.O Papa fez um “resumo” dos sofrimentos do mundo, ao qual se pode voltar em pensamento enquanto se celebra a subida de Cristo ao Calvário e a sua morte na cruz. Tudo isso se baseando na perspectiva da oração.Apesar de Francisco também ter faltado ao evento em 2023 porque estava se recuperando de uma bronquite em uma noite fria, a sua decisão de ficar em casa este ano sugeria que os seus planos tinham mudado repentinamente.Francisco, de 87 anos, que teve parte de um pulmão removido quando jovem, tem lutado durante todo o inverno contra o que ele e o Vaticano descreveram como um caso de gripe, bronquite ou resfriado. Nas últimas semanas, ele ocasionalmente pediu a um assessor que lesse em voz alta seus discursos e pulou completamente a homilia do Domingo de Ramos.Hoje, (30), ele deverá presidir uma longa Vigília Pascal noturna na Basílica de São Pedro, um dos eventos mais solenes do calendário litúrgico. Ele também deverá presidir a missa do Domingo de Páscoa na praça e proferir o seu discurso “Urbi et Orbi” (à cidade e ao mundo), resumindo as crises globais e as ameaças à humanidade.Francisco também teve um pedaço do intestino grosso removido em 2021 e foi hospitalizado duas vezes no ano passado, incluindo uma vez para remover cicatrizes intestinais de cirurgias anteriores para tratar diverticulose, ou protuberâncias na parede intestinal. Ele usa cadeira de rodas e bengala há mais de um ano por causa de problemas. Em suas memórias publicadas recentemente, “Vida: Minha História Através da História”, Francisco disse que não sofre de nenhum problema de saúde que o obrigue a renunciar e que ainda tem “muitos projetos para concretizar”. (Com Associated Press)

Descrição da imagem

Compartilhe

Descrição da imagem

Mais Acessadas

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here