Segurança ou Insegurança no Conjunto Maguari?

Segundo os próprios trabalhadores, eles se sentem inseguros pela falta de segurança no Conjunto, o taxista José Luiz Baia de 58 anos, relata que já foi assaltado 6 vezes durante 18 anos de profissão, todas as vezes em seu local de trabalho, e acrescentou que um amigo do ponto de Táxi, foi sequestrado no âmbito de seu trabalho, mas felizmente o próprio José juntamente com seus amigos, acionaram a policia que imediatamente conseguiram encontrar o taxista. Mas seu José ainda acrescentou, que tentou ir no batalhão de polícia localizado no conjunto mesmo, só que foi informado que deveria ligar para o CIOP. Já para Lidiane Nascimento de 32 anos, ela diz que não se sente seguro no trabalho, por que trabalha com medo pelos inúmeros assaltos, e para o Mototaxista Claudio Fonseca de 32 anos, diz que a falta de policiamento nas ruas é que ocasiona vários assaltos na área, e afirma que está faltando o policiamento nas ruas.

Segundo o Cabo R. Filho do 24º BPM, localizado no Conjunto Maguari, diz que muitos moradores não estão sabendo diferenciar as coisas, pois o Batalhão não se resolve "nada", o Batalhão dá o suporte para o policiamento da Área. Além disso, ele informa que registrar o boletim de ocorrência é o principal e fundamental para toda a ação policial, pois é com ele que terá respaldo de tudo, disse o Cabo.

O Batalhão orienta primeiro a pessoa a ligar para o 190, ou se for um caso ocorrido na hora, a pessoa tem acionar um das viaturas que estarão nas ruas e dar as características do assaltante, e acrescenta ainda:"O policiamento é 24 horas".

 

Redação Online


Comentário